ETNICIDADE E REPRESENTAÇÃO INDENTITÁRIA NAS MISSÕES DO GUAIRÁ NA OBRA ANTONIO RUIZ DE MONTOYA

Washington Roberto Almeida Soares

Resumo


O artigo problematiza, por meio da articulação entre
os conceitos de etnicidade, reconhecimento e identidade, a
representação da experiência missioneira e do encontro entre
europeus e nativos na região da Província Jesuítica do Guairá entre
os anos de 1609 e 1639. Do encontro entre culturas tão distintas
e a posterior implementação da colonização na região do Guairá
emerge uma configuração social conflitiva. Nessa organização social,
os papéis sociais, as identidades religiosas e étnicas se definiram de
acordo com as negociações culturais. A articulação entre os três
conceitos propostos pode oferecer novas perspectivas e discussões
para a pesquisa das reduções jesuítico-guaranis na medida em
que estes oferecem parâmetros de julgamento de pertencimento a
grupos sociais e quais são as fronteiras a serem ultrapassadas pelos
atores e em que situações específicas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.